180 cartazes para sair da fossa


A espivetada designer gráfica e diretora de arte gaúcha Lanna Vieira Collares terminou um relacionamento e ouviu da mãe que são necessários seis meses para curar uma dor de amor. Foi para sair dessa que criou “180 cartazes para sair da fossa” inspirando-se em músicas que embalam as dores de cotovelo.

 

 



O repertório é eclético e dá conta de expressar todas as fases vividas por um coração partido: desde o desdenhado “não tô nem aí” até raiva, tristeza, saudade e despedida. Acompanhe algumas:



























































E não é que o cartaz de número 40 que trazia a frase “Para desentristecer, Leãozinho, meu coração tão só” foi parar na fanpage do Caetano Veloso com direito #abraçaço do próprio!







O que surgiu como uma forma pessoal de exorcizar a dor, espalhou-se e transformou-se numa espécie de AA do amor, com a diferença de que o objetivo não é abstinência!






   













































Até agora foram 179 cartazes (este penúltimo já anunciou: "Diz que eu fui por aí"), mais de 6.000 likes no Facebook e de 10.000 no tumblr. Será esse também o número de corações partidos no momento? Uma coisa é certa: todo mundo fala de amor e tem uma história para contar.

Lanna ficou sabendo disso ao abrir o coração e ver que muita gente compartilhava de seus sentimentos por ex-amores (ou para sempre amores... depende o caso). “Tomei muita cerveja nesse tempo”, diz Lanna. Tudo isso já virou camiseta e outras novidade serão anunciadas em breve!









O projeto #180cartazesparasairdafossa pode até ter surgido da dor mas como diz o cartaz número 99: “Discordei, meu bem”! 





Para ver mais: 
www.180cartazesparasairdafossa.tumblr.com 
www.facebook.com/180cartazesparasairdafossa 
Instagram: @180cartazes


Créditos dos trechos de música e o link para embalar a dor de cotovelo: 

"Discordei, meu bem", de Nina Becker
"Eu não me arrependo de você", de Caetano Veloso 
"Traz mais uma gelada porque a nega aqui hoje ganhou alforria", de Filipe Catto 
"Haverá paraíso sem perder o juízo", de Arnaldo Antunes, Marisa Monte e Carlinhos Brown
"E queixas só dá rugas e vento seca amor enxuga", de Novos Baianos
"Nem vou lhe cobrar pelo seu estrago", de Chico Buarque 
"Embassa minha bossa, embala minha fossa"- BiD e Elza Soares  
"Vou à Lapa decotada"- Marisa Monte e Adriana Calcanhotto 
"Well maybe a cigarrette more", de Louis Jordan e Ella Fitzgerald 
"Com que roupa eu vou a tudo que você me convidou?", de Vitor Ramil 
"Eu quero é botar meu bloco na rua", de Sérgio Sampaio 
"Não se ama amor em vão", de Leoni 
"Tudo passa", de Marcelo Camello
"No me sigas you también estoy perdido", de Jorge Drexler 
"Para não ter noite passada, para não ter ninguém", de Gilberto Gil 
"Aja duas vezes antes de pensar", de Chico Buarque 
"Para desentristecer Leaozinho meu coração tão só", de Caetano Veloso 
"É meu amigo, só resta uma certeza, é preciso acabar com essa tristeza, é preciso inventar denovo o amor", de Daniela Dantas de Moraes 
"Tava tudo tão facinho, tava tudo tão rasinho", de Karina Buhr 



Nenhum comentário:

Postar um comentário