Seis bonitões do cinema francês

Made in France: Jean Michel Portal, Jean Dujardin, Louis Garrel, Romain Duris, Stéphane Rideau e Gaspard Ulliel Fotos: Reprodução 

Gaspard Ulliel filmou como Yves Saint Laurent. A cinebiografia, com o bonitão francês no papel do estilista, já está em fase de pós-produção, segundo informa o site IMDB. Intitulado simplesmente como “Saint Laurent” (não confundir com ”Yves Saint Laurent”, produzido por Pierre Bergé e já lançado em Paris), o filme deve estrear nos cinemas no próximo mês de outubro.

Aproveitando a deixa: Alain Delon, Jean Paul Belmondo... O cinema francês sempre lançou homens bonitos. Ulliel é apenas um deles e causa furor dentro e fora da França, ainda mais depois de “Hannibal, A Origem do Mal”. Louis Garrel, Stéphanie Rideau, Jean Dujardin... a lista é imensa. Vamos dar uma olhada em seis galãs “made in France” que deram o que falar nos últimos tempos.

  1) Gaspard Ulliel
Ça va? Je suis Gaspard. Et toi? Foto: Reprodução

Bonitinho com carinha de criança, o parisiense está sempre envolvido em alguma comédia-romântica, além de ser queridinho pelo mundo da moda, já tendo posado para pencas de editoriais e protagonizado campanhas, entre elas, a do perfume Bleu, de Chanel (com comercial dirigido por Martin Scorsese e tudo!). Tem 29 anos e viver Yves Saint Laurent no cinema deve dar um élan especial em sua carreira.



Gaspard Ulliel em quatro momentos: Campanha de Bleu, da Chanel; P&B para editorial de revista; cabelo curtinho em premiação no Marrocos e sexy-nerd para mais uma sessão de fotos Créditos: Reprodução



 2) Louis Garrel
Blasé ou Chapado? Louis Garrel é fetiche, é desejo, é magia Foto: Reprodução


Filho de cineasta, Garrel ganha fama no mundo inteiro depois de viver o Théo, em “Os Sonhadores”. Estiloso, dono de um ar blasé e fotografado constantemente com cara de chapado, o parisiense de 30 anos é um fetiche para parcela considerável da comunidade gay. Tanto é que vive sendo escalado para interpretar papéis nos quais beija rapazes, como no próprio “Os Sonhadores” (onde beija Michael Pitt na banheira) ou “Canções de Amor”, no qual tem cenas tórridas com outro ator. Vai ser Jacques de Bascher, boy que foi o amor da vida de Karl Lagerfeld, na cinebiografia “Saint Laurent”.



Louis, dá um trago? Créditos: Reprodução



  3) Stéphane Rideau
Oh la la! Monsieur Stéphane Rideau Crédito: Reprodução


 A primeira vez que vi Stéphane Rideau foi em “Sitcom – Nosso Linda Família”, do Ozon (François Ozon, cineasta francês). Aquele menino de cueca, acessórios de couro e falando francês... Foi amor a primeira vista! Pelo visto não fui só eu. Rideau foi e ainda é o sonho de consumo de várias bees francesas. Tanto que em sua filmografia não faltam títulos no qual sempre interpreta o "macho ativo" da relação como “Presque Rien” (Primeiro Verão), “Les Roseaux Sauvages” e, mais recentemente, “Notre Paradis”, onde faz um michê trintão que defende com garras e dentes seu namoradinho michê mais novo.



Stéphane Rideau: Ator francês é sonho de consumo de várias bees na França (e no mundo) Créditos: Reprodução




Rideau: Desde sempre mexendo com o imaginário das beeshas Créditos: Reprodução 


  4) Jean Michel Portal
Jean Michel Portal pra lá de sexy no pôster de “L’Homme que J’aime” Crédito: Reprodução


Já tá quarentão já, mas no finalzinho dos anos 90 fez dois filmes que enlouqueceram as bees: “L’Homme que J’aime”, com direito a cartaz-fetiche com muita pele à mostra, e “Nos Vies Heureuses” . Em ambos faz papel no qual beija rapazes! Vale a pena procurar para assistir.



Jean Michel Portal causou no finalzinho dos anos 90 beijando rapazes no cinema Créditos: Reprodução 


  5) Romain Duris
Bicudo: O ator francês Romain Duris Crédito: Reprodução


Anda muito comercial ultimamente. Ficou famoso fora da França com “Albergue Espanhol” (que já passou até na Globo) e pela cena de nudez em “Bonecas Russas”. Aliás, falando em cena de nudez, da filmografia dele vale assistir “Exílios”, com nu frontal em sua melhor forma, e “Dans Paris”, no qual aparece com o visual mais estiloso que já teve em sua carreira.


Sem depilação: Duris é um prato cheio para aqueles que curtem seu homem ao natural Créditos: Reprodução 


  6) Jean Dujardin
Eu sou rycah! Jean Dujardin, único francês a ganhar o Oscar de Melhor Ator Crédito: Reprodução

Único francês a ganhar um Oscar de Melhor Ator por “O Artista”. Para quem gosta de um quarentão Dujardin é um prato cheio! Diz que além de talentoso (e lindo), ainda é muito bem-humorado e adora fazer comédia. O fofo sabe de todos esses seus predicados e do imenso sucesso que faz com os gays. Talvez por isso, ele goste bastante de brincar com sua sexualidade. E pode interpretar um macho alfa com a mesma naturalidade que interpreta um detetive atrapalhado, que vai se envolver com outro homem em uma suruba no Rio de Janeiro, em “Agente 117 – Rio não Responde Mais”. Mas imperdível mesmo é a cena dele sendo penetrado por Gilles Lellouche na comédia “Os Infiéis”.



Jean Dujardin: Gato, Oscarizado e Sugar Daddy dos sonhos Créditos: Reprodução

Nenhum comentário:

Postar um comentário