Mania de rever filmes :: descubra esse prazer








Para princípio de conversa, quando assistimos um filme pela segunda vez, não somos a mesma pessoa que assistiu o filme pela primeira vez. Aprendemos coisas novas, vivenciamos experiências, temos novas bagagens. É totalmente possível não gostar de um filme na primeira vez e ao revê-lo, mudar de idéia. É muito saudável exercer a mudança de opinião, e o cinema é uma ótima oportunidade para se fazer isso. 

Tenho mania de rever filmes. Às vezes saio do cinema já pensando que preciso rever aquele filme. É como se uma vez só não fosse suficiente! Alguns filmes têm sim esse grau de riqueza. E como se descobre coisas numa segunda vez! Detalhes de arte, sutis reviravoltas de enredo, dicas,  maneirismos de câmera, performances dos atores, parece que tudo fica mais claro! O contrario as vezes acontece! Já revi filmes pelos quais era apaixonado, e na segunda vez tudo me pareceu datado, menos interessante.





Tenho uma coleção razoavelmente grande de DVDs, filmes que gosto de ter, para rever quando e quantas vezes eu quiser. É muito raro eu comprar algum filme para a coleção que eu não tenha visto. Só nesses últimos meses, revi filmes como As Horas (2002), 2001, Uma Odisséia no Espaço (1968), e O Segredo de Seus Olhos (2009), para citar alguns. Não havia gostado muito de As Horas  da primeira vez, sempre achei a obra prima de Stephen Daldry um filme feminino demais para o meu gosto, mas adorei quando revi! Quanto a 2001, ainda não foi dessa vez que o filme me pegou, quem sabe na próxima tentativa. O Segredo dos seus Olhos é um grande filme, e eu revi mais para matar a saudade. 






Para o bem ou para o mal, assistir um filme pela segunda vez só enriquece a sua visão sobre ele. Não é coincidência que eu tenha visto o Ripley seguramente mais de vinte vezes, ou que eu viva querendo rever filmes dos meus diretores preferidos.  Portanto, deixo aqui um convite. Revisitem seus filmes preferidos! Notem algo que passou desapercebido sobre ele na primeira vez! Se você se surpreender com alguma coisa, ou até mesmo se decepcionar,  o que importa é que você manteve viva sua relação com esse filme, e aprendeu um pouco mais com ele.

















Nenhum comentário:

Postar um comentário