let´s do it


Sexo tem sido pauta recorrente em fanzineurbano. Depois da egotripe provocada por WLTF, bundas peladas e empinadinhas se repetem exaustivamente por esse blog. Mas é preciso concordar em um aspecto: sexo é realmente bom! Quando bem feito, e com alguém que se tenha a mínima intimidade, é realmente incrível.

Confesso que trepadinhas fortuitas já não fazem minha cabeça. Embora num passado recente elas fossem freqüentes, admito! Não é uma questão de caretice, trata-se de qualidade e praticidade. O gozo pelo gozo não proporciona nada além do próprio gozo.

Hoje, pra mim, a questão não é mais gozar. O papinho furado da “questão fisiológica masculina” me dá preguiça. Primeiro por que o gozo pelo gozo custa caro... Minimamente o preço de uma balada + estacionamento + esquenta + local + a dor de cabeça de acordar no dia seguinte ao lado de uma pessoa que vc mal sabe quem é. Além disso, tal prática tem se mostrado perigosa... Tenho um amigo que recentemente perdeu um celular por conta de um flerte vacilo... Um celular já apareceu no meu carro por conta disso também... Entre perdas e danos, bronhas e michês, vagabundinhas urbanas e emos da augusta, prefiro o gatinho de sempre.

Claro que cantadas existem, pistas fervilham e o passado nos condena... Mas prefiro a intimidade. Aliás, estou me traindo. Sempre disse que sexo não é algo para ser dito, mas sim para ser feito. So... Would you like to fuck?
PS: Alguém já trepou na porta da geladeira? Meus ímãs fazem isso com freqüência...

Nenhum comentário:

Postar um comentário